Com 700 km e 60 municípios atendidos, governo vai duplicar agora Arapiraca a Maceió

Lançado em setembro do ano passado, pelo governador Renan Filho, o Pró-Estrada, o programa de recuperação da malha viária de Alagoas já chegou a 60 municípios com mais de 700 quilômetros de rodovias recuperadas em todas as regiões do estado.

Os serviços consolidam uma nova perspectiva de infraestrutura rodoviária em Alagoas ao proporcionar mais segurança e agilidade no transporte de pessoas e produtos.

al220

No Agreste alagoano, as obras contemplam recuperação asfáltica de rodovias e trechos de vias urbanas, favorecendo tanto a mobilidade dentro das cidades quanto a ligação entre os municípios. Em Igaci, o Governo do Estado reestruturou 3,94 quilômetros de ruas da cidade, além de outros 2,2 quilômetros em Arapiraca e 4,7 quilômetros em Teotônio Vilela.

Em Lagoa da Canoa, o Pró-Estrada recuperou 2,7 quilômetros no entroncamento com a rodovia AL-115, enquanto Jaramataia foi beneficiada com a reestruturação de 1,1 km de asfalto no trevo de acesso à cidade, no entroncamento com a rodovia AL-220. Os serviços também foram concluídos em Coité do Noia (6,4 km), Feira Grande (14 km), Batalha (16 km) e São Sebastião (3 km).

A rodovia AL-450, que liga Maribondo e Anadia, na região do Vale do Paraíba, teve 15,3 quilômetros recuperados pelo programa. Ampliando o alcance das melhorias da malha rodoviária estadual, os serviços contemplam também a região Metropolitana, com a reestruturação em andamento de 4 quilômetros da pista dupla da Avenida Cachoeira do Meirim, em Maceió, e a recuperação do acesso à cidade de Marechal Deodoro, com 9 quilômetros de extensão. Em Pilar, 2,2 quilômetros foram concluídos, e as obras continuam avançando por todo o estado.

No total, são mais de 700 quilômetros executados, entre trabalhos de reestruturação, construção e implantação.

Duplicação em Arapiraca

Durante transmissão ao vivo (live) pelas redes sociais (Facebook e Instagram), o governador Renan Filho falou sobre a importância da duplicação da AL-220, de Arapiraca até Maceió.

A obra está orçada em cerca de R$ 170 milhões e que ocorrerá em duas frentes.

A primeira já está sendo executada, de Maceió a São Miguel dos Campos, e, em seguida, vai começar de São Miguel dos Campos para Campo Alegre e de Arapiraca para São Miguel dos Campos.

“Isso vai garantir geração de emprego em toda a região. Essa é uma obra muito importante para o nosso desenvolvimento; vai possibilitar a integração regional, o acesso mais facilitado à saúde, o escoamento da produção, o fortalecimento da agricultura familiar e a segurança no trânsito”, explanou o governador.

Assessoria

Por Davi Salsa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s